Louis Jolliet, Jolliet também se soletra Joliet, (nascido antes de setembro. 21, 1645, provavelmente Beaupré, perto de Quebec – falecido depois de Maio de 1700, província de Quebec), explorador e cartógrafo francês canadiano que, com o Padre Jacques Marquette, foi o primeiro homem branco a atravessar o rio Mississippi desde a sua confluência com o Wisconsin até à foz do rio Arkansas no Arkansas.

Jolliet recebeu uma educação jesuíta na Nova França (agora no Canadá) mas deixou o seu seminário em 1667 e foi para França. No ano seguinte voltou à Nova França para trabalhar no comércio de peles.

Em 1672 foi encarregado pelo governador da Nova França de explorar o Mississippi, e a ele se juntou Marquette. Em 17 de maio de 1673, a festa partiu em duas canoas Birchbark de Michilimackinac (St. Ignace, Michigan) para Green Bay, no Lago Michigan. Continuando subindo o Fox River no centro do Wisconsin e descendo o Wisconsin River, eles entraram no Mississippi cerca de um mês depois. Pausando ao longo do caminho para fazer anotações, caçar e colher pedaços de informações dos índios, eles chegaram em julho na aldeia indígena Quapaw (40 milhas ao norte da atual Arkansas City, Ark.), na foz do Arkansas River. A partir de observações pessoais e dos simpáticos índios Quapaw, eles concluíram que o Mississippi correu para o sul no Golfo do México – não, como eles esperavam, para o Oceano Pacífico. Em julho, a festa voltou para casa pelo Rio Illinois e pela Baía Verde. A viagem deles é descrita no diário de Marquette, que sobreviveu.

Jolliet viajou mais tarde para Hudson Bay, a costa do Labrador, e vários rios canadenses. Em 1697 ele foi feito hidrografista real da Nova França.

Abter uma assinatura Britannica Premium e ganhar acesso a conteúdo exclusivo. Assine Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *