A. Uma determinação de custódia da criança emitida por um tribunal de outro estado pode ser registrada neste Commonwealth, com ou sem um pedido simultâneo de execução, através do envio ao tribunal distrital de menores e relações domésticas apropriado neste Commonwealth:

1. Uma carta ou outro documento solicitando o registro;

2. Duas cópias, incluindo uma cópia autenticada, da determinação pretendida para registro, e uma declaração, sob pena de perjúrio, de que, tanto quanto é do conhecimento e crença da pessoa que solicita o registro, a ordem não foi modificada; e

3. Salvo disposição em contrário no § 20-146.20, o nome e endereço da pessoa que requereu o registro e de qualquer pai ou mãe ou pessoa agindo como pai ou mãe que recebeu a custódia ou visitação na determinação da custódia da criança procurou ser registrado.

B. Ao receber os documentos exigidos pela subsecção A, o tribunal de registo deverá:

1. Causar a determinação a ser apresentada como sentença estrangeira, juntamente com uma cópia de quaisquer documentos e informações que a acompanhem, independentemente da sua forma; e

2. Avisar as pessoas nomeadas de acordo com a subdivisão A 3 e dar-lhes a oportunidade de contestar o registo, de acordo com esta secção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *